Motoboy via aplicativo?

Juiz-foranos criam sistema para facilitar entregas na cidade

Nina Leão

O aplicativo “tanaescuta” é mais um serviço que busca, no celular, facilitar o diálogo entre os consumidores e prestadores de serviço, nesse caso motoboys. O sistema foi desenvolvido pelos empresários juiz-foranos Fabiano Nejaim e Egberto Ganimi, que planejaram oferecer o acesso a um serviço de entregas expressas por motoboys.

Além das facilidades para e de agilizar o trabalho dos entregadores, Fabiano explica que o aplicativo pretende contribuir com o meio ambiente, ao minimizar a emissão de CO2 e a poluição sonora na cidade. Isso porque, com o uso do sistema, o fluxo de motoboys nas ruas da cidade seria mais racional, e menor.

“O nome tanaescuta foi pensado como uma solução, contratar o serviço com apenas um toque, e é uma sátira ao modo antigo de comunicação utilizado pelas emissoras de rádio”, conta Fabiano Nejaim, um dos criadores do aplicativo.

O aplicativo está na fase de inscrição dos motoboys, os futuros prestadores de serviço. Para se cadastrar no sistema, é necessário apenas que o motoboy seja um microempreendedor individual e tenha um smartphone. Assim que é cadastrado, o motoboy recebe um pequeno treinamento e em seguida está apto a prestar seus serviços online. O sistema não requer exclusividade do motoboy, é apenas uma ferramenta a mais para aproxima-lo dos seus clientes e conquistar novos.

Reinaldo Dias trabalha há 5 anos como motoboy, e está otimista. “O aplicativo é uma iniciativa que beneficia os dois lados, já que o cliente conseguirá sentir mais confiança ao contratar determinado serviço, e os motoboys contarão com uma formalização maior da profissão, além de otimizar o tempo”, avalia.

O protético Julio Cézar Carneiro utiliza o serviço de motoboys eventualmente para entregar suas próteses nas clínicas, e espera ter mais facilidade com o aplicativo. “Em várias vezes o motoboy não chegou, ou demorou muito a chegar. Como o aplicativo oferece satélite, esse problema de tempo e credibilidade será sanado”, acredita. Ao contratar o serviço do motoboy pelo aplicativo, o cliente recebe um protocolo de seu pedido com os dados do prestador. O pagamento pode ser com cartão de crédito, dinheiro ou boleto bancário, no caso de empresas.

Atualmente o aplicativo está cadastrando os motoboys; a previsão é de que em julho ocorra o início do funcionamento para os clientes.

Para baixar e conhecer mais o aplicativo é só acessar o site www.tanaescuta.com.br .

11414544_858135804267758_1670869017_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s